MeU aLéM ...

Minha foto
Santa Catarina, SC, Brazil
Baiana e Escorpiana nata, 32 anos. Essa sou Eu, simples e transparente... Basta conhecer... Não estou aqui para induzí-los, quero que me vejam com olhar sincero, pq quero ser Eu mesma... Isso basta! Para chegar onde estou, Eu subi alto, caminhei o bastante. Fui a lugares impossíveis, mas não fui hoje, fui ontem. Não preciso de roupas belas. Não uso máscaras para fingir o que sou para agradar. Eu encanto pela minha essência, sorriso e olhar... "Faria tudo de novo".

sábado, 10 de setembro de 2011

_Fases!

Texto oculto >>> By Júlia Fernanda, 11 de agosto de 2011. 02:02 ...

Acredito que têm muitas pessoas que acompanham minhas aventuras por aqui.
E dessa vez não sei o que vai sair, mas vamos lá. Siga-me os bons!
Começando pelo fim, onde hoje me tornei essa pessoa que sou. Para uns, sou tudo. E para outros sou nada, mas com a certeza de que, o que pode ser importante pra mim, pode não ser para você e vice-versa.
E nessa trajetória de vida poucos sabem o que se passou, o que passo e o que vou passar.
Como já disse varias vezes: sou como as fases da lua...
E cada fase é um dilema. E cada dilema é uma dor.
Já passei por vários dilemas, o primeiro foi à aceitação. Aceitar o que eu não queria que fosse, aos olhos dos outros pensava estar errada, mas não estava fazendo nada de errado.
Segundo foi pensar que todos estavam me olhando onde quer que eu fosse tipo perseguição. E nem era isso.
O terceiro foi sofrer calada, sentir calada, chorar calada, tudo calada, uma dor terrível... E uma vontade louca de sair correndo e gritando por aí, sem rumo.
Até queria sumir, não vê ninguém... Desaparecer, sem dá explicações!
O quarto foi encarar a vida como ela é, e como eu me tornei, e quebrar meus próprios preconceitos.
O quinto foi sair por aí fazendo muitas coisas, buscando consolo no que não devia. Hoje vejo isso com olhar diferente, mas não me arrependo de nada. Porque me transformou nessa pessoa que sou hoje, talvez rude demais comigo mesma.
O sexto foi encarar meus pais, alias ter que encarar e contornar a situação de falar uma verdade que sempre omitir.
E depois sofrer, mais e mais com a dor da reação. A não aceitação por partes!
Porque querendo ou não os pais sempre sabem dos filhos, só não aceitam que os filhinhos que eles sempre sonharam em vê casando de véu e grinalda sejam gays, ou afins...
E por aqui não para, vários dilemas estão por vir...
Resta preparar para emoções... Porque apesar do mundo ser vasto, ainda existem preconceitos. A toda parte...
A pesar de, sou feliz...
Apesar de, sou honesta...
Apesar de, tenho sentimentos puros...
Apesar de, acredito num mundo melhor...
Apesar de, tenho esperança que amanhã seja um novo dia...
Apesar de, tenho coração...
Apesar de, acredito no amor...
Apesar de, eu sou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

dO.eU.aLéM