MeU aLéM ...

Minha foto
Santa Catarina, SC, Brazil
Baiana e Escorpiana nata, 32 anos. Essa sou Eu, simples e transparente... Basta conhecer... Não estou aqui para induzí-los, quero que me vejam com olhar sincero, pq quero ser Eu mesma... Isso basta! Para chegar onde estou, Eu subi alto, caminhei o bastante. Fui a lugares impossíveis, mas não fui hoje, fui ontem. Não preciso de roupas belas. Não uso máscaras para fingir o que sou para agradar. Eu encanto pela minha essência, sorriso e olhar... "Faria tudo de novo".

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Perda e encontro de identidade

Estava perdida, alias estou perdida.
Estou perdida num mundo que só Eu compreendo,
O meu mundo, o meu Eu, o meu SER e eles estão longe de ser.
Motivos meus, motivos seus, motivos do meu Eu.
Palavras se confundem, palavras se perdem em meus pensamentos,
 Tento entender, mas o entender agora não é o mais importante.
O mais importante é resgatar a minha identidade, que perdi.
Mas Eu sei quem Eu sou, mas não consigo achar...
Sabe onde esta? Eu Sei, está dentro de mim, somente Eu posso resgatar.
Talvez leve um tempo para compreender o porquê disso tudo,
O porquê da minha existência, o porquê de está aqui hoje.
Mas uma coisa Eu digo, nada foi em vão. Nada acontece por acaso.
É engraçado lembrar o que vivi e hoje pensar diferente em relação a tudo.
Outro conceito de vida. Outro viver será que é por você ou por mim.
Não sei de mais nada, não que não queira saber, mas é muito confuso.
Não quero pensar, quero agir. Mas não consigo, e sei que está dentro de mim.
Sei que tudo tem seu tempo, e que a paciência anda junto.
Não adianta fugir das responsabilidades, tentando evitar. Porque elas irão vim no dia seguinte com mais vigor e determinação.
Já tentei varias vezes fugir, mas sabia que estava enganando a mim.
E que no dia seguinte tudo iria ser como antes e assim me distanciava do chamado Deus,
Tentando aliviar a dor, mas sei que nesse mundo tudo é sacrificado.
 E que Deus está em tudo e em todos os lugares, e que Ele estava me escutando o tempo todo e não estava só. Mas com as loucuras do dia a dia fui me distanciando de tudo e de todos, até meus sentimentos mais puros foram sugados, mas porque Eu deixei isso acontecer. Estava cega, não queria enxergar, e o que via não me impressionava mais. Pois já estava na escuridão profunda sem saber... Pensei que poderia descansar e ficar parada sem fazer sacrifícios, e sentir a dor sozinha sem incomodar ninguém e muito menos magoar alguém.
Não sabia que com isso estaria me crucificando, e magoando alguém maior. O meu Deus, a minha fé e os meus conhecimentos da vida. Estava fazendo justiça comigo mesma. Afastando do Homem que só queria o meu bem, e que essa dor que sentir é conseqüências da vida. Mas dor maior sentir quando fizeram enxergar o que realmente estava acontecendo comigo. Perdida Eu estava quando não queria aceitar a minha identidade, mas fugir dela não posso mais. Ser o que sou é minha missão. Agora consigo enxergar o valor das pequenas coisas que não fazia mais a diferença para mim. Por não querer vê, por não querer saber... Mas agora consigo me olhar no espelho e vê o que há muito tempo não via meu sorriso, meu brilho angelical e minha beleza interior. Minha mais valiosa generosidade! 
Obrigada meu Deus, por me fazer achar minha identidade e minha consciência.
O dia nasceu para mim, e o sol está brilhando mais intenso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

dO.eU.aLéM