MeU aLéM ...

Minha foto
Santa Catarina, SC, Brazil
Baiana e Escorpiana nata, 32 anos. Essa sou Eu, simples e transparente... Basta conhecer... Não estou aqui para induzí-los, quero que me vejam com olhar sincero, pq quero ser Eu mesma... Isso basta! Para chegar onde estou, Eu subi alto, caminhei o bastante. Fui a lugares impossíveis, mas não fui hoje, fui ontem. Não preciso de roupas belas. Não uso máscaras para fingir o que sou para agradar. Eu encanto pela minha essência, sorriso e olhar... "Faria tudo de novo".

segunda-feira, 4 de maio de 2015

_Como então encontrar o amor da minha vida? Ainda mais se ela também amar a liberdade?

Digamos, como começar.. ? _Vamos lá, uma suspirada, sobrancelhas franzidas, e lábios travados, com minhas caras e bocas.
Difícil perder a confiança em alguém. Ainda mais um alguém a quem amamos. Mentir pra se mesmo é a mesma coisa de viver uma vida em vão, sem graça.. Viver é uma responsabilidade muito grande, aprender a viver também. É uma evolução constante, a todo momento somos testados.
A todo momento temos que tomar decisões, essas que a nossas escolhas cabe a uma renúncia.
Temos muitas perguntas, mas as vezes o que queremos saber não está na resposta que queremos obter, e sim nas perguntas que iremos fazer..
Cansada de querer obter respostas, me joguei na vida e me deixei de lado. Lado de lá e lado de cá, tanto faz ou tanto fez.
Tenho defeitos assim como você, mas sempre tenho mais amor pra dar, mesmo sangrando a alma. Pois sei que cada um precisa de mim, assim como precisei de você pra aprender a lidar com os meus sentimentos de hoje.
Chorei, e choro quando tenho vontade. Pois chorar alivia, tira aquela angústia do coração apertado que insiste em amar, amar e amar.
Não pense que sou fria, que sou egoísta, que sou orgulhosa, que sou má. As vezes isso torna uma qualidade em mim, que se torna um escudo pra não sofrer tanto assim. Dizem que só o amor cura, mas antes disso precisa passar por esses sentimentos de  abnegação, desapego.
Dizem também que o amor é liberdade, e eu amo a liberdade. Como então encontrar o amor da minha vida? Ainda mais se ela também amar a liberdade?
Engraçado, amar intensamente assusta as pessoas, assim também como o amor puro e verdadeiro.
E eu ainda pensava que eu era a culpada dos relacionamentos fracassados. Alias não digo fracassado, pois cada pessoa teve um significado especial, e em varias fases da minha vida.
Acredito que amei e fui amada.
E me alegro de recordar dos risos espontâneos, dos abraços aconchegantes, dos beijos saborosos e dos olhares marcantes.
O que tenho hoje é uma gratidão enorme, por ter feito parte ou fazer parte da história de alguém.
O que falo hoje é: seja o motivo do riso de alguém.
Livre árbitro e livre expressão de amar..
                        "Um brinde"

               
     

Um comentário:

dO.eU.aLéM